Indústria 4.0: transformando os setores do mercado

Braço mecânico, se aproximando de um globo azul iluminado, transformando o mundo da indústria 4.0

Descubra como a transformação digital, a nova realidade da indústria no mundo, vem trazendo benefícios para os diferentes setores do mercado brasileiro.

Também conhecida como a Quarta Revolução Industrial, o termo Indústria 4.0 abrange uma série de inovações tecnológicas que prometem revolucionar o processo fabril e os diversos setores da economia no mundo inteiro. Internet das coisas (IoT), inteligência artificial, computação em nuvem e big data são só alguns exemplos de tecnologias que estão cada vez mais presentes – inclusive no Brasil – e que produzem diferenças notáveis no desempenho e nos resultados de quem as incorpora. Agora, como essas mudanças podem ser tão importantes, sobretudo para empresas que querem continuar se mantendo competitivas, produzindo ganhos arrebatadores para o mercado é o assunto da matéria de hoje.

No geral, quando falamos dos benefícios da implementação de ferramentas inteligentes e do uso de dados nos diferentes setores do mercado, estamos tratando do aproveitamento de um gap que – por mais zeloso ou eficiente que seja – o monitoramento e controle humano não são capazes de suprir. Problemas responsáveis, por exemplo, pelo descarte de material e atrasos na entrega e produção muitas vezes sequer passam pelo radar dos modelos de gestão e ferramentas convencionais – o que, ao longo do tempo, acaba produzindo um déficit que só a tecnologia 4.0 é capaz de superar, resultando em maior produtividade, redução de custos e ganho na sustentabilidade. A integração e o monitoramento dos processos também possibilitam com que novas possibilidades e tomadas de decisão sejam alcançadas, visto que facilitam visualizar e pensar na gestão como um todo.

Vale ressaltar entretanto que simplesmente investir em softwares e ferramentas abarcadas pela Indústria 4.0 não é o bastante para que esses resultados sejam atingidos – a tecnologia significa a possibilidade de modelar seu negócio por novos caminhos, havendo a possibilidade de rever seu plano de negócios e de processos para que haja real proveito da integração proporcionada pelas medidas da revolução digital. 

Como a revolução digital vem afetando o mercado brasileiro

Os impactos do avanço da inovação tecnológica na indústria vêm sendo apontados por pesquisas de diversas instituições, sobretudo sobre a competitividade na economia do país. Segundo uma estimativa da Accenture, uma das maiores empresa de consultoria do mundo, a implementação de tecnologias atreladas à IoT deverá causar impacto no PIB brasileiro de aproximadamente US$ 39 bilhões até 2030, podendo chegar até US$ 210 bilhões se o país criar condições para que a absorção das tecnologias 4.0 seja acelerada. Esse é o principal desafio enfrentado pela indústria brasileira, visto que será necessário adotar uma nova concepção de política industrial, que já vem sendo incorporada por pólos tecnológicos concorrentes há algum tempo, sendo preciso relativa pressa para suprir essa distância.

Os resultados da mudança, por outro lado, são promissores: a consultoria americana McKinsey estima que os processos relacionados à revolução digital poderão reduzir entre 10% e 40% os custos de manutenção de equipamentos até 2025, e o consumo de energia entre 10% e 20%, além de aumentar a eficiência do trabalho entre 10% e 25%. Já o programa Indústria Mais Avançada, lançado pelo SENAI em 2019, aponta que ao uso da tecnologia 4.0 no mercado proporcionou o aumento de 22% da capacidade produtiva de micro, pequenas e médias empresas de diferentes segmentos, tendo especial destaque o uso de ferramentas de baixo custo, como IoT, computação de nuvem e sensoriamento. 

Os dados apenas retratam os efeitos que a transformação da indústria é capaz de trazer, alavancando maior conectividade e otimização das etapas de produção e proporcionando redução no consumo de água, energia e insumos, o que pode gerar um diferencial positivo para as empresas e para o meio ambiente.

Benefícios para os setores do mercado

Abrangendo uma série de ferramentas que suprem os déficits do processo industrial convencional, a Indústria 4.0 vem proporcionando resultados notórios para o mercado. Conheça os benefícios para os diferentes setores:

Agronegócio:

Um dos setores mais emblemáticos da economia brasileira, tanto no sentido do faturamento quanto da crítica ambiental – sobretudo no consumo de água doce e ocupação de terras – o agronegócio se beneficia com a IoT em seus processos, otimizando a produção através do monitoramento em tempo real de toda a operação no campo. Além dessa ferramenta, o uso de big data e de ferramentas inteligentes é imprescindível para aumentar a eficiência no setor, melhorando o mapeamento de terras e reduzindo o desperdício de insumos, o que também gera benesse no sentido da sustentabilidade.

Varejo:

O uso de tecnologias como IoT e de sensores possibilita com que as lojas consigam identificar quando um cliente está ali, quais produtos lhe interessam e seus hábitos de consumo – o que ajuda a melhorar o arranjo dos produtos, a automatizar as cadeiras de abastecimento e o controle de estoque, podendo até evitar a formação de filas e elevar a gestão dos negócios.

Financeiro:

Muitas vezes reconhecido pela burocratização de seus sistemas, o setor tem passado por profunda transformação com a incorporação de tecnologias 4.0 em seus processos. A implementação de inteligência artificial e data analytics permite com que a interação com os clientes seja melhorada, fomentando a tendência por cada vez mais personalizados. Outras ferramentas proporcionam a expansão da relação entre a instituição e o cliente, sobretudo no modelo “as a service” (“como um serviço”) – que utiliza a computação em nuvem para fornecer um acesso completo a uma plataforma ou aos serviços bancários, por exemplo.

Saúde:

Setor essencial, a área da saúde se aproveita de soluções inteligentes voltadas para melhoria dos processos e otimização dos recursos, o que possibilita organização no fluxo de atendimentos, maior eficiência na gestão de recursos e de leitos e uma classificação mais ágil e precisa de pacientes de risco. Além disso tudo, o uso de IoT viabiliza o acompanhamento à distância dos pacientes e a telemedicina, o que reduz a necessidade de consultas presenciais e previne problemas antes que estes se agravem, sobretudo no caso de doenças crônicas.

Setor público:

Tal como o financeiro, o setor público, outrora marcado pela burocratização, tem se reinventado com as inovações tecnológicas, tornando suas atividades mas eficazes com o uso de softwares de identificação de falhas e reduzindo gastos desnecessários, facilitando assim a tramitação de processos da área jurídica através de plataformas com inteligência artificial, entre outros benefícios.

Conferiu como a Indústria 4.0 anda atuando no mercado brasileiro? Cada vez mais presente, a perspectiva é que suas ferramentas se tornem padrão e referência para quem almeja se manter competitivo nos diversos setores de atuação e as empresas que trazem essas soluções têm estado em alta e sendo visadas nos últimos tempos.

Conteúdos relacionados:

Veja os conteúdos relacionados a essas ofertas que separamos para você.

Leia também