Indústria de Software e Serviços lidera crescimento em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e tendência é seguir crescendo

trio de técnicos em tecnologia analisando dados em tela moderna e transparente

Dois diferentes estudos, feitos no setor privado e governamental sobre o crescimento do setor, publicados em maio e julho de 2022, apontam crescimento contínuo do mercado de software no Brasil. Cenário gerado pela pandemia demandou investimentos em segurança de dados e aceleração da migração para a tecnologia na nuvem. 

Se comparado ao aporte de países desenvolvidos em tecnologia, o Brasil tem um caminho longo a ser percorrido, mas o crescimento do setor, sobretudo de software, mostra que o país já alcançou nível de maturidade e abriu caminho para continuar se desenvolvendo.

Por um lado, levantamento realizado pela Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES) a partir de dados levantados pela International Data Corporation (IDC) indica que o Brasil detém 1,65% dos investimentos em tecnologia em nível global, embora se destaque na América Latina, com 40% dos investimentos.

Em números, o relatório mostra que o total de investimentos globais em tecnologia da Informação (tanto em software, quanto hardware e serviços) em 2021 foi de US$ 2,79 trilhões, com o Brasil figurando na décima posição (US$ 45,7 bilhões investidos). 

No evento de divulgação do estudo, realizado em maio deste ano, a ABES destacou que o Brasil já desponta como referência entre os países emergentes e apresenta alto grau de maturidade em investimento em TI ao priorizar o desenvolvimento de softwares (25% do total de aporte), o que, de acordo com a entidade, corresponde à média global (26% investidos em software).

Para o conselheiro da ABES Jorge Sukarie, “a tendência, é que em 2022 haja um crescimento global na ordem de 6,4% (mercado de tecnologia), e o Brasil, mais uma vez, deve apresentar índices bem acima da média, uma vez que a expectativa de crescimento do nosso mercado esteja em torno de 14,3%, atrás apenas da Turquia, cujo crescimento é estimado em 16% para este ano”, analisa.

Outro estudo sobre o mercado de software, publicado em julho deste ano pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI Brasil), corrobora com os apontamentos do estudo da associação empresarial, mostrando que o mercado como um todo de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) tem crescido a uma taxa acima da média global.

Intitulado “Indústria de Software e Serviços de TIC no Brasil: caracterização e trajetória recente”, o relatório aponta que a indústria de software, que emprega 55% dos trabalhadores do setor, de acordo com dados do Caged-Ministério da Economia, cresceu 9,2% em 2021, quase cinco vezes mais que a área de Telecomunicações (1,9%). “Com esse estudo, oferecemos a instituições públicas e privadas dados fundamentais para apoio na tomada de decisões e na implementação de políticas setoriais. Desta forma, será possível traçar com mais precisão estratégias eficazes para a promoção e o desenvolvimento da indústria brasileira de software e serviços de TI”, analisa Ruben Delgado, presidente do Laboratório Softex, ao site da Agência Brasil.

Conteúdos relacionados:

Veja os conteúdos relacionados a essas ofertas que separamos para você.

Leia também