Cervejarias artesanais inovam com a ajuda do ChatGPT

duas canecas de chopp, entre elas um maço de trigo. a frente o logo do chatGPT

A nova IA que conquistou a atenção do mundo, o ChatGPT, já está sendo usada para criar novos rótulos de cerveja. Conheça quem estreou essa função!

Lançado em novembro de 2022, o ChatGPT impressiona cada vez mais, mostrando-se uma ferramenta capaz de mudar da pesquisa na internet à produção humana como um todo. 

A novidade é que, recentemente, a IA (inteligência artificial) foi responsável pelo lançamento de nada menos do que novas receitas de cerveja artesanal. A ferramenta passou a ser utilizada por cervejarias norte-americanas como uma forma de inovar a produção.

Nessa matéria você verá:

O que é o ChatGPT?

Os casos das cervejarias que resolveram inovar

IA na indústria cervejeira: temer ou se animar?

As pioneiras ao utilizar o chatbot para este fim foram as cervejarias Banded Oak (em parceria com a Old 121 Brewhouse, ambas do Colorado) e a Atwater Brewery, de Michigan. Em contextos diferentes, elas levaram a público que produziram as receitas com a ajuda do ChatGPT – cada qual utilizando uma abordagem diferente para a criação através da ferramenta. 

Conheça o ChatGPT se você estiver por fora e os dois casos que irão causar um rebuliço no segmento de cervejas!

O que é o ChatGPT?

Imagine uma inteligência artificial capaz de entender e gerar a linguagem humana – esse é o ChatGPT. Desenvolvido pela OpenAI, o modelo de linguagem foi abastecido com uma imensa base de dados de texto até aprender a desempenhar esse papel. 

Como o chatbot funciona?

O programa emprega algoritmos de processamento de linguagem natural e modelos estatísticos para produzir respostas relevantes e coerentes com as perguntas feitas. Não só isso: o formato do ChatGPT o permite manter o fluxo da conversa enquanto vai trazendo respostas, histórias, poemas ou até mesmo códigos de programação. Ele até mesmo consegue admitir os próprios erros e se corrigir quando uma resposta errônea lhe é apontada.

Discernimento ainda é importante!

No entanto, é importante lembrar que ele se trata de uma IA. Em outras palavras, ele não tem uma compreensão exata do mundo real ou de emoções humanas. Portanto, a atenção e o senso crítico fatores importantes na hora de utilizá-lo.

>> Você também vai gostar de ler: O que é o ChatGPT e como utilizá-lo?

Os casos das cervejarias que resolveram inovar

Quando falamos de inovações tecnológicas como o ChatGPT, facilmente pensamos em um futuro permeado por mudanças em todas as instâncias. Mas isso precisa partir de algum lugar! A ferramenta estreou recentemente e testar diferentes demandas e suas capacidades é importantíssimo para entendermos a abrangência dessa e de outras IAs hoje.

Vamos conhecer as cervejarias que protagonizaram o uso do bot na indústria cervejeira, buscando inovar.

Atwater Brewing e a primeira IPA produzida por IA

A novidade das cervejas artesanais foi promovida pelo próprio gerente de qualidade da Atwater Brewery. Ele resolveu pedir ao ChatGPT a receita de uma IPA, o tipo de cerveja mais popular no segmento artesanal, e obteve uma resposta.

O resultado foi chamado de “Artificial Intelligence IPA”, uma IPA com teor alcoólico de 6,55% feita com uma mistura dos lúpulos Centennial, Citra e Amarillo. A bebida é inédita e foi gerada totalmente pelo chatbot, mesmo que posteriormente fabricada pelo ser humano.

Joe Platt, o gerente por trás da história, afirmou que a IA foi capaz de gerar uma receita em escala caseira e, assim que pedida, adaptou a receita para a escala utilizada pelo sistema de fermentação da cervejaria – o que o impressionou. 

“A tecnologia de IA tem o potencial de impactar e revolucionar muitas indústrias, incluindo a indústria cervejeira no futuro”, afirmou Platt.

Como comemoração, a Atwater cobrou US$ 2.001 por litro no lançamento, uma homenagem ao filme de 1968 “2001: Uma Odisséia no Espaço”, clássico que aborda a questão da IA e o ser humano. 

Banded Oak e Old 121: uma união pelo futuro

Enquanto o caso da IPA veio de forma inesperada, os cervejeiros da Banded Oak Brewing e da Old 121 Brewhouse se uniram com uma ideia em mente: criar a cerveja do futuro. Para prever quais tendências prevalecerão nos próximos anos, eles recorreram à ajuda da IA, que lhes deu uma resposta: “Wellness Beer”, ou cerveja do bem-estar. 

A tendência já foi experimentada em anos anteriores na indústria e resultou em bebidas com menor teor alcoólico e até com eletrólitos na receita, substâncias que ajudam na regular a hidratação, nas funções musculares e no equilíbrio de PH. 

>> Leia mais sobre: O que aguarda a indústria cervejeira em 2023?

Embora não tenha chegado ao ponto de usar a substância, o ChatGPT produziu sua própria receita, que conta com açafrão e outras quatro especiarias e foi batizada pelo próprio programa como “Bots made me do it”. 

O nome casou com a ideia dos cervejeiros, que queriam trazer mais diversão e inovação para o processo de feitio, que terá sua estreia em um festival local ainda em março.

Isso é um palpite sobre o futuro da fabricação de cerveja?

Outro fator curioso por trás da invenção envolve uma pergunta feita à Chris Kirk, cervejeiro responsável pela produção. Ele fez o próprio ChatGPT responder a questão, que deu uma resposta precisa: 

“É difícil prever quem venceria uma competição entre a inteligência artificial e a inteligência humana para projetar a cerveja mais perfeita do mundo, pois ambas têm suas próprias qualidades e limitações. A inteligência artificial pode processar grandes quantidades de dados e analisá-los rapidamente, o que pode levar à criação de receitas de cerveja altamente otimizadas.”

Apesar do comentário, a interface se manteve neutra, apontando uma solução que aliaria “os dois lados”:

“No entanto, os seres humanos têm a capacidade de saborear e avaliar a qualidade da cerveja, bem como possuem anos de experiência e conhecimento cultural para se basear, o que pode levar à criação de receitas de cerveja únicas e inovadoras. Em última análise, o resultado de tal competição pode depender de como os pontos fortes de ambos são aproveitados e combinados.”

O assunto dá o que pensar e deve estar cada vez mais em pauta com o maior uso das novas tecnologias. Mas afinal, a IA é uma aliada ou inimiga dos processos artesanais?

IA na indústria cervejeira: temer ou se animar?

Quando falamos de inteligência artificial nos processos da indústria, é quase impossível não questionarmos a respeito do futuro do trabalho e o receio da substituição humana. 

Agora, o ChatGPT é capaz de auxiliar com ideias de receitas e outros diversos tipos de produção, mas se isso é um risco para o futuro é algo que precisamos ponderar!

O ChatGPT como um apoio

Por mais que se trate de uma ferramenta complexa e capaz de responder a diversos fins em poucos segundos, é necessário relembrar o que de fato é o ChatGPT. 

Embora a capacidade de produção ainda seja pouco estimável, é necessário considerar a capacidade criativa humana como um fator importante. Além disso, a ferramenta não é capaz de pensar por si mesma, sendo desenvolvida para responder a demandas humanas.

Fato é que o chatbot possui uma ampla capacidade de organizar sua base de dados e responder o que considera ser o esperado. Ele servindo como um grande apoio para a produção ou pesquisa, mas é incapaz de produzir algo “do zero”. Agora, se a produção humana é ou não capaz disso é um assunto para outro momento!

Por hora, o importante é que o ChatGPT surgiu algo revolucionário para muitos setores e para o dia a dia humano, trazendo facilidade auxiliando na execução de serviços e tarefas.

O uso de IAs transformando a indústria!

O uso de ferramentas como a inteligência artificial deve trazer mais e mais mudanças para a indústria no geral, inclusive a cervejeira, nos próximos anos. Nesse sentido, o ChatGPT é um dos pioneiros e já está gerando muitas discussões.

Apesar do alvoroço que acompanha a novidade, IAs e outras tecnologias 4.0 estão começando a se espalhar em diferentes espaços de trabalho e estão apenas no começo de sua utilização.

>> Leia sobre: Indústria 4.0: transformando os setores do mercado.

As inteligências artificiais serão capazes de realizar um amplo leque de trabalhos que poderão ser refinados posteriormente por humanos. Isso significa que em diversos pontos da cadeia de produção de cerveja, a tecnologia será uma ferramenta utilizada para reduzir tempo de trabalho e alargar as possibilidades na indústria!

Conheça a cervejaria artesanal que irá alcançar o Brasil inteiro: CONHEÇA A BIERINBOX – “THE FANTASTIC BOX’S BEER”.

Saiba mais sobre o assunto: Bard: a reação do Google ao ChatGPT.

Leia também